sábado, 24 de novembro de 2012

Souls - Especial de Halloween parte II

 


 Fiquei o dia inteiro fora, fiz compras e visitei lugares que com certeza a Mary não iria comigo como no museu ou passar a tarde em uma starbucks, já estava de noite quando cheguei na minha rua

- Oi - alguém sussurrou no meu ouvido - 
- Hãm? Ah... Justin, você precisa parar com essa mania de falar sussurrando comigo - continuei andando e ele me seguiu - 
- Porque? - ele perguntou com cara de lerdo - 
- Ah sei lá, é estranho! - retruquei - 
- Não é estranho - disse ele pensativo - É... diferente - ele sussurrou me deixando arrepiada -
- É... pode ser - falei baixo mas acho que ele ouviu pois se formou um meio sorriso no canto de seus lábios - 

Depois disso eu e o Justin ficamos andando em silêncio. Entramos no elevador, ainda em silêncio! Deus, que desagradável! Assim que ele parou de andar dei um grande suspiro 

- Bem, o nosso andar! Tchau! - assim que disse isso Justin segurou uma de minhas mãos, que mesmo com luvas pude perceber que suas mãos eram bem frias - 
- Tchau. - disse ele me dando um beijo gelado na bochecha e entrando no apartamento do próprio que ficava praticamente ao lado do elevador. 

 Depois dessa ena... Deus! Enfim, depois fui para o meu apartamento, deixei minha bolsa no sofá e fui fazer algo para comer e encontrei o seguinte bilhete 


Oi Bianca eu não sei que horas eu vou chegar, fui na casa da minha tia fazer uma visita!                                                     
Só avisando mesmo!                                                              
Beijos xoxo                                                                            
Mary                                                                                      

- Que legal! Vou ficar sozinha - pensei alto - 

Fiz meu café, peguei meu edredom favorito e fiquei vendo Jurassic park 1/2/3 na TV. Eu ainda estava na metade do primeiro filme quando o telefone tocou

- Alô? - perguntei assim que atendi - Quem fala? - perguntei na tentativa de obter alguma resposta - Posso ajudar? - ainda sem resposta resolvi desligar - 

 Estava no fim do segundo filme quando o tempo mudou, não completamente pois já estava frio mas parecia que eu estava no pico do monte Everest, as luzes piscavam sem parar da forma mais estranha o possível no qual da mesma forma inesperada e rápida que começou aquele estranho fato se sessou me deixando um tanto assustada quando o grande T-Rex invadiu a cidade, fiquei tão assustada com o barulho que o dino fez que posso jurar que escutei alguns sussurros e vi algumas... sombras? Dentro de meu quarto? 
 Já nos créditos do segundo filme eu estava procurando o terceiro filme quando senti um arrepio, e não me pergunte o porque mas olhei diretamente para o meu quarto e juro que vi uma sombra lá! Bem, talvez Mary tenha chego e eu havia cochilado em e ela não quis me acordar e foi no meu quarto mexer no meu computador onde o sinal é melhor... é uma explicação plausível! Não é? Enfim, nunca achei que seria a burra dos filmes de terror mas lá estava eu andando em direção ao quarto só que com um esprei de pimenta que encontrei ao lado da tv.

- Mary? Onde você esta? Mary? - disse tentando ligar a luz do me quarto que não queria acender de maneira alguma! Como pode isso? Me mudei faz tão pouco tempo! - Mary, por favor, diz que é você! - disse assustada - 

                 Bianca
- Mary? Por favor. - já dizia com um certo desespero - 

 Assim que a luz acabou me atirei na cama e me "escondi" em baixo de meus cobertores, sim, isso é realmente ridículo, como se os meus cobertores fossem mágicos e me protegessem de qualquer coisa, seja lá o que fosse. 

                  Bianca... por favor... 
Mas um sussurro seguido por um vento frio

                  Bianca... por favor...
- Eu não acredito! - sussurrei para mim mesma - Estou ficando louca! - disse balançando a cabeça no sentido de negação 

                  Bianca... 
 Disse a voz um tanto quanto perto demais do meu ouvido podendo até sentir um ar frio. Até dar um grito totalmente desesperado, a conclusão que eu havia chego era total e completamente inaceitável! Eu estava sendo assombrada 

- Hãm? Bianca? Bianca! - disse uma voz vinda da cozinha, ouvi alguns passos meio corridos vindo em minha direção, o que não me ajudou muito, já que estava no ápice da minha psicose - Ai! Bianca! Graças a tudo que é vivo! - Mary disse colocando a mão sobre o coração como se fosse ter um ataque cardíaco - 
- Ah Mary! - disse me levantando e abraçando-a - Graças a Deus! - disse aliviada por não precisar mas ficar sozinha - 
- O que aconteceu Bianca? - disse ela preocupada - Porque esta tão pálida? - 
- Mary... - disse percebendo que estava tremendo - Preciso contar algo. - disse sentando-me na cama - 
- Ok... ei, porque você não acendeu a luz? - disse ela clicando no interruptor fazendo com que a luz se acendesse - 
- Como... ah deixa pra lá! Senta aqui do meu lado, por favor -  disse séria - Prometa não falar que estou louca? Disso eu já sei. - disse deprimida - 
- Porque eu... - disse Mary - 
- Só prometa! - disse cortando-a - 
- Ok, eu prometo! - 
- Hoje eu cheguei em casa, vi que você não estava, fiz pipoca e peguei a coleção do Jurassic Park para ver e... o ar ficou frio e eu juro que ouvi um sussurro, logo depois vi uma sombra  aqui mesmo, no quarto, vim e a luz não acendia então ouvi uma voz que sussurrava meu nome tipo, Bianca... Bianca, por favor... foi tão surreal! Mary, o que aconteceu? - disse assustada - 
- Sabe o que eu acho? - disse ela tranquila - Que você estava vendo o filme e dormiu, acordou, ficou com medo do filme, veio dormir e teve esse sonho louco! -
- Mas foi tão real e... não me lembro de ter vindo dormir! - disse confusa - 
- Acontece as vezes! - disse ela ainda tranquila - 
-É... Mary, posso dormir com você hoje? - disse tristonha - 
- Pode! Pode sim! - disse ela dando um riso abafado - Vou fazer um chá para você! Ainda esta muito pálida! -

 Então ela se levantou e foi para cozinha, é claro que comigo grudada no braço dela, depois do ocorrido, sendo um pesadelo ou não, nunca mais vou querer ficar sozinha. 
 Bem depois de beber o pior chá já feito pelo ser humano, tomei um banho, coloquei meu pijama azul de listras verdes e fui dormir, só sei que consegui dormir antes de Mary, tive uma noite tranquila apesar de ter sentido um frio horrível, principalmente perto de minha orelha, mas isso não vem ao caso... acho. 
 Umas sete horas da manha eu me levantei e tive de ficar sozinha. Peguei meu cereal que estava em cima da prateleira, leite, um pote branco com flores rosas, uma colher e me sentei em uma das cadeiras da cozinha, passaram-se quinze minutos e eu fiquei assistindo The Big Bang Theory na tv. 

- Bom dia! - disse Mary ao sair do quarto - 
- Bom dia. - respondi desanimada - Vou sair! Quer algo? - disse levantando-me, preciso refrescar as ideias - 
- Quero sorvete! - 
- Mas tá tão frio! - 
- Dane-se. - 
- Ok, ok - 

 Me levantei e entrei no meu quarto. Ele estava normal... já estou quase me convencendo de que tudo não passara de um pesadelo, a não ser pelo fato do quase. E meu quarto ainda estava mais frio do que o normal! 
 Enfim, peguei uma roupa, tomei meu banho bem rápido, assim que acabei coloquei minha roupa que se baseava em uma calça jeans preta, um tênis e uma blusa de lã roxa ( da mesma cor que o tênis ), peguei minha bolsa e sai, TADA adivinha quem estava saindo também? Se você disse Justin acertou, seu prêmio de dez reais se encontra na carteira da sua mãe! Justin estava com uma calça jeans, sueter verde e um sapato social... devo admitir ele estava lindo! 

- Oi Justin! - disse ao passar por ele - 
- Oi bia. - disse ele meio desanimado - 
- Aconteceu alguma coisa? - disse entrando no elevador com ele - 
- Sempre... - Deus! Como ele esta desanimado! - E você? Parece... preocupada. - disse ele com um pouco mais de interesse - 
- É que... deixa pra lá! - disse querendo mudar de assunto, não aceitava o fato de estar ficando maluca -
-Vai bia, conta! - disse ele me cutucando e me fazendo rir - Bianca, por favor! - nesse momento correu um frio na minha espinha, eu... eu reconheço essa voz rouca que ele fez, é a mesma que eu ouvi à noite, não... eu estou imaginando coisas, né?! 
- Nã... não é nada Justin! Sério! Eu... eu realmente preciso ir! - disse apresada. Calma Bianca, calma! É só sua imaginação fértil voltando a ativa! - 
- Hum... - disse ele desconfiado - Onde vai? - disse ele andando na direção da escada e eu o segui - 
- Na... na padaria! - 
- Legal, vou passar por lá, posso lhe acompanhar? - disse ele parando e olhando em meus olhos, Deus! E que olhos eram aqueles. - 
- Po... pode claro! - tenho que parar de gaguejar quando estou nervosa - 

 Eu e Justin descemos as escadas juntos e ele é muito engraçado, quero dizer, suas piadas são as mais sem graça que já ouvi em minha vida! E suas cantadas? Por Deus ele se enrola todo além de serem aquelas bem de pedreiro mesmo! Eu estava morrendo de rir e ele também! 
 Acabou que o próprio esqueceu do que ia fazer e me convidou para tomar um café. É claro que eu aceitei, depois ficamos andando por um parque simplesmente lindo, cheio de árvores, flores a única coisa ruim era que o tempo estava totalmente nublado, não se via um raio de sol, e as árvores faziam tudo ficar mais escuro e depois da  noite de ontem tudo que eu menos precisava era escuridão 

- Não precisa ficar preocupada! - disse Justin -
- Porque acha que estou preocupada - 
- Esta tensa e quando chegamos aqui não sei se percebeu mas ficou grudada no meu braço - disse ele rindo - 
- Hãm... desculpa mas eu não vou soltar! - disse rindo também - 
- Não disse que precisava me soltar! - 
- Ui, desculpe-me então sir! - 
- Não precisa ficar com medo Bianca! - disse ele sério me encarando com aquelas íris castanhas clarinhas - 
- Como? - disse triste - 
- Relaxe. -

 Quando vi estava totalmente perdida nos olhos do ser mais lindo que já vira em minha vida. Ele estava a milímetros do meu rosto, meus olhos se fecharam instantaneamente e quando me vi já estava completamente entregue ao beijo de Justin, frio, como o gelo.  


OIE, torradas da nossa torradeira, hahaha só os fortes entendem! 

Essa foi a segunda parte de souls uhhhh... hihi esse final eu escrevi agora! Tipo 2:20 da manha, ficou legal? Dormi a tarde toda e fiquei hiperativa agora! Lembrando que esse post acontece de mês em mês! AH e a "Eu" era, bem... EU! Agora é Annie! Eu gosto desse apelido =D 
  Hihi (*-*) gostaram? Eu tive de colocar o beijo no final uhhh. AH gente eu to hiperativa to sem nada pra fazer é meu dever perturbar vocês! Eu queria colocar um suspense e na III parte colocar o beijo bem no início do capítulo... só que não! 
To com fome... quero pizzaaaa! 




Beijooooooooooooooooooooo!!!!!!! 
comentem e me sigam no twitter - e falem comigo, ok? Eu sou forever alone level 1000000 - @anaclara_pn 







4 comentários:

  1. haha amei continuaa logoo, e eu ja te sigo @JB16TB euu bjss

    ResponderExcluir
  2. OMB que isso em! HAHA ameiiiii! :* biju pra você também!

    ResponderExcluir
  3. MUUITO LEGAL! MORRI DE MEDO QUANDO ELE CHAMOU ELA!

    ResponderExcluir